email: csilveira76@hotmail.com

segunda-feira, outubro 08, 2007

Terminou o nosso trajecto na Challenge Cup

Boas a todos,
No sábado passado defrontamos o GVC GOMEL na segunda mão da primeira eliminatória da Challenge Cup.
Neste segundo jogo contra o GOMEL encontramos uma equipa mais bem organizada principalmente no bloco, penso mesmo que este foi um dos pontos fundamentais na nossa derrota juntamente com alguma desorganização nossa nos fundamentos que sustentam um eficaz contra ataque.
O primeiro set foi onde o GOMEL apresentou-se ao seu melhor nível nos dois jogos desta eliminatória, com um bloco muito forte não deram grandes veleidades aos nossos atacantes, sendo uma constante a presença de dois blocadores e por várias vezes três a fazerem oposição ao nosso ataque a supremacia do GOMEL ficou evidenciada no final do set com o marcador a registrar 25-18.
Após um primeiro set em que não tivemos argumentos para contrariar o forte bloco do GOMEL, no segundo set conseguimos equilibrar o jogo, com uma recepção mais consistente demos mais opções ao nosso passador para organizar o nosso ataque, através de um serviço agressivo não permitindo ao GOMEL dispor de todas as soluções de ataque e passa-mos a fazer uma melhor oposição ao ataque do GOMEL permitindo a recuperação de muitas bolas através da nossa defesa baixa que foram concretizadas em pontos pelos nosso atacantes. Esse desempenho traduziu-se numa vitória nossa no set por 25-21.
Com o jogo empatado em sets o equilíbrio passou a ser uma constante e o resultado no terceiro e quarto sets só se foi alterando a favor de uma ou outra equipa através de boas acções colectivas ou individuais através do serviço.
No terceiro set foi já no final que o GOMEL conseguiu uma vantagem de dois pontos uma vez mais através do seu bloco, com essa vantagem o GAMEL conseguiu levar de vencido o set e passar a comandar o jogo em sets. 2-1
No quarto set a vantagem do GOMEL surgiu mais cedo, foi depois do segundo tempo técnico que com um serviço ponto passaram para uma vantagem de dois pontos, mas foi principalmente no final do set que adquiriram uma vante importante de três pontos com um serviço fora assinalado pelo segundo arbitro mas que foi considerado dentro pelo primeiro arbitro, ai instalou-se a confusão dentro do recinto de jogo devido aos protestos dos nossos jogadores, mas como quase sempre prevaleceu a decisão do primeiro arbitro, assim o GOMEL venceu o quarto set e o jogo, mas não a eliminatória.
Com as novas regras da CEV estando a eliminatória empatada em jogos 1-1 no final do segundo jogo é jogado um set extra até aos quinze para se encontrar o vencedor da eliminatória.
No início do set extra as duas equipas apresentaram-se muito motivadas e consistente nas suas acções de jogo e o equilíbrio esteve sempre presente até aos 9-9. Foi nessa altura que o GOMEL conseguiu uma vantagem de três pontos através do seu serviço e bloco passando o marcador a registrar 12-9. Conseguindo reconquistar o serviço diminui-mos a diferença no marcador para dois pontos, após o serviço o GOMEL não consegue construir o seu ataque tendo todas as opções de ataque o que levou a que o nosso bloco dificultasse o ataque do GOMEL que optaram por uma bola colocada atrás do nosso bloco, o nosso passador mergulhou para recuperar a bola colocando a mão entre a bola e o solo de uma forma eficaz e quando a bola já estava na sua trajectória ascende e todos os jogadores focavam-se na acção seguinte, eis que o primeiro arbitro apita e assinala bola no solo dando o ponto ao GOMEL, ai penso que não houve ninguém na nossa comitiva que tivesse ficado no seu estado racional, os protestos foram muitos e o jogo acabou mesmo por estar parado por alguns minutos, mais uma vez fazendo prevalecer a decisão do primeiro arbitro o marcador passou a registrar 13-10 a favor do GOMEL. Depois de alguma desorientação e pedida que fosse confirmada a nossa formação o jogo reiniciou com a nossa equipa a manifestar uma determinação enorme no sentido de levar de vencido o jogo, ainda conseguimos reduzir a vantagem para 14-13 e tivemos a hipótese de empatar o jogo a 14-14, no entanto uma má acção técnica permitiu ao GOMEL realizar um ataque vitorioso alcançando a vitoria no set e no jogo.
É por este motivo que não atribuo a nossa eliminação exclusivamente ao primeiro arbitro do jogo, mas não posso deixar de dizer que é estranho que num jogo decisivo tendo em conta o equilíbrio do primeiro jogo na eliminatória tenham colocado como primeiro arbitro um arbitro da Rússia a apitar o jogo de uma equipa da Bielo-Rússia, no mínimo deveriam ter evitado a colocação de um arbitro de um país com alguma lição ao pais da equipa da casa.
Com a derrota no set extra ficamos eliminados da Challenge Cup, resta-nos agora as competições internas.

Abraços, Carlos Silveira

1 Comments:

Anonymous sara dias silveira said...

KARLO, nestas alturas encontrar palavras apropriadas torna-se complicado mas quero que saibas eu ACREDITO EM TI E em.......
E
FOOOOOOOOOOOOOORRRRRRRÇÇÇÇÇÇÇÇAAAAA
MUITOS JOGOS, MUITAS FELICIDADES E MUITAAAAAAAASSSSS VITÓRIAS, embora na VIDA as derrotas custam sempre "engolir" mas tirámos sempre algo de bom e sabemos que fazem parte da nossa vida(queremos-as sempre longe ehehehhe mas quando vem encaramo-as com a dignidade e vida pra frente)mas desejamos SEMPRE É VITÓÓÓÓRIAS!!!!
BOA SORTE ;) para o próximo jogo!

MUITOS BEIJINHOS E MUITAS...

9 de outubro de 2007 às 17:38

 

Enviar um comentário

<< Home