email: csilveira76@hotmail.com

quarta-feira, janeiro 10, 2007

Satisfação no regresso a PAFOS

Foi com muito cansaço mas principalmente com muita satisfação que ontem regressamos a PAFOS depois de ter estado uma semana no Funchal para participar-mos na 10ª poule de qualificação para a fase final da taça CEV deste ano.

Devido à esta poule se ter realizado logo a seguir á altura festiva da passagem do ano, tivemos alguma dificuldade em arranjar passagens para chegar nas datas pretendidas ao Funchal, assim tivemos que nos sujeitar á disponibilidade dos voos existente e ficar uma semana no Funchal.

Chegamos ao Funchal na segunda-feira depois de um dia inteiro a viajar e com 3 mudanças de avião mas para finalizar um dia em nada normal,
ainda tivemos que ficar no aeroporto do Funchal mais de 30 minutos a resolver a logística da bagagem que não chegou, um transtorno…
Os dois dias seguintes foram passados a treinar de manha e á tarde e com treinos de pavilhão e ginásio.

Dia 5 começou a competição. De manha tivemos treino no pavilhão em que íamos jogar á tarde e aproveitamos para fazer uma activação geral e recepção e serviço.

Eram 19h quando deu inicio o nosso jogo contra a equipa da casa o Marítimo. O jogo começou com um domínio completo por nossa parte, com uma recepção segura e um side-out eficaz ganhamos o primeiro set sem grandes dificuldades, a equipa do Marítimo começou o jogo acusando algum nervosismo cometendo erros no ataque e serviço.

No segundo set o equilíbrio foi a nota dominante, no início do set o marítimo alcançou uma vantagem de 2 pontos, assim se manteve o marcador até final do set sem que nunca tenhamos estado a comandar o marcador, o marítimo com um maior acerto no ataque e serviço não permitiu nenhuma reocupação empatando o jogo a 1-1 em sets.

Os dois sets seguintes foram vencidos por nós e pelo mesmo resultado 25-23, o resultado é equilibrado mas enganador pois só no segundo set o equilíbrio se manteve durante todo o parcial enquanto que no quarto set estivemos sempre á frente com uma vantagem confortável só permitindo ao marítimo uma ligeira recuperação no final do sets.

Com a vitória nestes dois sets vencemos o nosso jogo de abertura por 3-1 provocando uma enorme alegria nos apoiantes da nossa equipa que se deslocaram á Madeira para nos apoiarem. No pouco historial que a equipa apresenta nas competições europeias ainda não fazia parte nenhuma vitória em jogos e por isso os festejos foram muitos…

No segundo dia de competição defrontamos aquela que foi a equipa mais forte do grupo e a que no final se apurou para a fase seguinte. De manha tivemos treino para termos alguma activação com o tradicional serviço e recepção. Ás 15h30 se deu inicio ao nosso segundo jogo. Os franceses mesmo sem apresentarem a equipa base que tem jogado no campeonato francês entraram muito forte, principalmente no serviço e bloco, o nosso ataque não conseguia fazer pontos e as bolas que não eram pardas pelo bloco francês eram concretizadas em pontos através de um contra ataque muito forte, juntando a isso uma boa organização de ataque nos foi muito difícil fazer frente aos ARGO SETE nos dois primeiros sets. No terceiro set e já sem o nosso oposto que havia sofrido uma contractura a meio do segundo set entramos desinibidos e arriscando o mais possível, sem nada a perder tentamos jogar acima do nosso limite, aproveitando alguma passividade francesa e com as coisas a nos saírem bem conseguimos abrir uma vantagem de 4 pontos logo no inicio do set, com a recepção em destaque e o ataque conseguimos manter essa vantagem até aos 20-16, altura em que os franceses reagiram através do serviço, com a obtenção de 2 pontos directos e fazendo moça na nossa recepção empataram o jogo aos 22 pontos para depois dom um final mais forte acabarem por vencer o terceiro set por 28-26 e o jogo.

Acredito que a vitória para o nosso lado seria muito mas muito difícil surgir, mas também pecamos no início do set apresentando alguma ansiedade a mais, no final deixamos uma imagem boa mostrando que o nosso voleibol apresentado tem qualidade.

No ultimo dia de competição e já com a equipa francesa apurada os jogos que se realizaram fora meros jogos de calendário, no entanto quem ganhasse o nosso jogo ficava em 2º lugar.

De manha tivemos o nosso habitual treino e á tarde jogamos contra a equipa do SOKOL (Áustria) uma equipa muito jovem mas que no dia anterior tinha ganho ao Marítimo e contra os franceses se apresentou a um bom nível se pode dizer. Sendo um jogo de final de torneio em que os jogadores apresentam alguma fadiga física e psicológica as duas equipas mesmo assim conseguiram apresentar um bom voleibol, a única diferença é que houve sempre o domínio de uma das equipas nos 4 primeiro sets fazendo com que os sets fossem ganhos alternadamente. O quinto set foi o espelho de todo o jogo. Entramos muito bem no set, com uma recepção segura e o ataque a corresponder garantimos o side-out, por outro lado a nossa defesa que esteve em particular destaque nessa altura do jogo permitiu a passagem ao contra-ataque com obtenção de pontos. Foi assim que num ápice o marcador registrou 11-3 a nosso favor, mas como a moeda tem duas fases foi num ápice que o set ficou empatado a 13-13 invertendo-se o acerto e desacerto das duas equipas. Foi nessa altura que o jogo teve a sua verdadeira emoção, com nenhuma das equipas a querer perder o 2º lugar o marcador se foi arrastando até aos 26-24 acabando por sorrir a vitória para o nosso lado e a conquista do segundo lugar na poule.

No final do jogo o contentamento dos nossos adeptos foi enorme pois acabávamos de escrever uma nova pagina na história do voleibol cipriota ao sermos a primeira equipa a conquistar um segundo lugar numa pule europeia. Houve invasão de campo e todos festejaram o feito alcançado no local.

Foi já depois do jogo entre o Marítimo e o Sete que ouve um jantar de confraternização entre todas as pessoas que estiveram envolvidas neste evento desportivo para assim se assinalar o termines oficial do evento.
Foi altura então de fazermos a nossa própria celebração que começou no hotel e se estendeu pela noite dentro nos bares de discotecas funchalenses.

Com um dia de folga após os jogos foi altura de aproveitar a cidade do Funchal para passear um pouco e fazer algumas compras, o tempo ajudou e todos no final do dia estavam deveras contentes com a estadia no Funchal.

Madrugada do dia seguinte e foi altura de começar a viagem de regresso que durou todo o dia pois chegamos a PAFOS ás 21h com 14h do viagem. Foi mesmo com um ar muito cansado que fomos recebidos pela TV local e algumas rádios que não quiseram deixar de cobrir a nossa chegada depois de um feito não antes atingido por outra equipa cipriota.

Abraços, Silveira

1 Comments:

Anonymous sara dias silveira said...

KARLO
sinto-me uma priveligiada pois pude assistir, festejar e dar-te os PARABÉNS a TI(pela tua excelente forma e prestação) e À EQUIPA... AO DIONISIOS "PAPOS"(ehehehhehe), mas nunca é de mais quando se merece, por isso, aqui vai MUITOS PARABÉNS!!!
MUITOS BEIJINHOS e MUITAS...

10 de janeiro de 2007 às 21:00

 

Enviar um comentário

<< Home